Casa Verde Amarela tem obras suspensas por disparada nos custos

Casa Verde Amarela tem obras suspensas por disparada nos custos

Casa Verde Amarela tem obras suspensas por disparada nos custos 800 445 Frente Brasileira de Habitação Popular

O aumento dos preços do material de construção e as ameaças de desabastecimento podem prejudicar o setor, em especial os empreendimentos dos imóveis ligados ao programa Casa Verde e Amarela voltados para famílias com renda mensal entre R$ 2.500 e R$ 4.500, de acordo com os Indicadores Imobiliários Nacionais. O programa tem um teto para o preço dos imóveis, e com isso as construtoras não conseguem repassar o aumento nos custos e então preferem desistir do projeto a colocar em risco a sua lucratividade.

Segundo a CBIC, a faixa com renda mensal de R$ 2.500 a R$ 4.500 é a que corre mais risco por ser a que representa menor margem de lucro para as empresas contratadas. O grupo 1 – antiga Faixa 1,5 – é o mais afetado. Com isso construtoras estão optando por redesenhar os empreendimentos do grupo 1 para se enquadrarem no grupo 2, que a renda familiar mensal é de R$ 2 mil a R$ 4 mil.

No caso das unidades já vendidas por meio do programa Casa Verde e Amarela, o superaquecimento dos custos afeta também as margens de rentabilidade das empresas. Isso ocorre devido ao mercado de baixa renda não haver correção das parcelas dos clientes pelo INCC (Índice de Nacional do Custo de Construção), pois o cliente é encaminhado para o financiamento bancário logo após fechar o contrato com a construtora. Em 12 meses, considerando até fevereiro deste ano, o Índice Nacional de Custos da Construção (INCC) subiu 10,2%.

Fonte: ABC Habitação

SBS Q. 02 nº 12 BL E SL 206 - Sobreloja parte: Z19. Asa Sul, Brasília – DF | CEP: 70070-120 (61) 3044-1643
Back to top